28°
Máx
17°
Min

Autoridades alemãs exigem resposta após suspeito de ataque se matar na prisão

(Foto: Divulgação) - Autoridades alemãs exigem resposta após suspeito se matar na prisão
(Foto: Divulgação)

Um homem de 22 anos de origem síria, Jaber Albakr, suspeito de planejar um ataque a bomba na Alemanha, se enforcou com uma camiseta dentro de uma cela na prisão, informaram autoridades alemãs nesta quinta-feira

Albakr havia sido preso na segunda-feira em Leipzig, após três sírios terem o amarrado e alertado a polícia sobre o ataque.

Ele ganhou asilo após chegar na Alemanha no ano passado, e estava sob observação da inteligência alemã desde o mês passado.

Rolf Jacob, chefe da prisão na qual Albakr estava, disse à repórteres em Dresden que um guarda checou o prisioneiro às 19h30 na quarta-feira e quando retornou para uma segunda vistoria, às 19h45, ele encontrou Albakr sem vida.

Tentativas para reanimar o suspeito foram mal sucedidas e um médico declarou sua morte meia hora depois, disse o ministro de Justiça do estado da Saxônia, Sebastian Gemkow.

As autoridades enfrentaram diversas críticas sobre como um prisioneiro tão importante pôde tirar sua própria vida e afirmaram que diversas precauções foram tomadas.

"Isso não deveria ter acontecido, apesar de todas as precauções possíveis terem sido tomadas", disse Gemkow.

Wolfgang Bosbach, veterano do partido da chanceler Angela Merkel e especialista em segurança, disse em entrevista à televisão, que devido ao seu comportamento, Albakr deveria ter ficado sob observação constante.

O ministro do Interior da Alemanha, Thomas de Maiziere, disse que a morte de Albakr tornaria a investigação sobre a tentativa de atentado terrorista muito mais difícil.

Os três sírios que capturaram Albakr e impediram suas ações ganharam asilo e "seu comportamento merece elogios e reconhecimento", disse de Maiziere.

As autoridades alemãs haviam afirmado que acreditavam que o suspeito tinha ligação com o Estado Islâmico e estaria planejando um ataque ao aeroporto de Berlim ainda nesta semana. Fonte: Associated Press.