24°
Máx
17°
Min

Autoridades dos EUA investigam explosão que feriu 29 em Nova York

(Foto: REUTERS/Rashid Umar Abbasi) - Autoridades dos EUA investigam explosão que feriu 29 em Nova York
(Foto: REUTERS/Rashid Umar Abbasi)

Nova York, 18 (AE) - Autoridades dos Estados Unidos investigavam a explosão ocorrida na noite de sábado em Nova York. O incidente ocorreu em um bairro movimentado de Manhattan e deixou 29 feridos. Além disso, outro dispositivo, uma bomba caseira, foi encontrado na madrugada deste domingo a quatro quadras da explosão, mas foi neutralizado.

"Hoje, a cidade de Nova York passou por um incidente muito ruim", disse o prefeito Bill de Blasio em entrevista coletiva perto do local da explosão, no bairro de Chelsea. "Nós não temos nenhuma ameaça específica e digna de crédito neste momento", comentou. O prefeito falou que a explosão foi um "ato intencional", mas apontou que não havia evidência de que se tratava de uma ação terrorista. Segundo a autoridade, a explosão não estava relacionada com uma outra, ocorrida também no sábado em Nova Jersey - essa explosão provocou o cancelamento de uma corrida beneficente.

Não estava ainda claro quem estaria por trás da explosão em Nova York e o que poderia ser a motivação. Um agente das forças de segurança, que pediu anonimato, disse que o segundo dispositivo encontrado a quatro quadras de distância da explosão parecia ser uma panela de pressão ligada a um fio e a um celular. Esse material foi encontrado em um saco plástico na rua 27 Oeste e foi retirado com um robô.

A fonte disse que a explosão em Chelsea parece ter vindo de uma caixa de ferramentas colocada em frente de um prédio. A explosão ocorreu na rua 23 Oeste, diante de uma residência para cegos e perto de vários restaurantes. Comissário do Departamento de Bombeiros de Nova York, Daniel Nigro disse que várias pessoas foram hospitalizadas após ficarem feridas, a maioria com pouca gravidade. Uma pessoa teve um ferimento por um corte que foi considerado sério.

Rotas do metrô da cidade de Nova York foram afetadas pela explosão, que assustou parte da população local e dos turistas, dias depois das celebrações para honrar as vítimas dos ataques terroristas de 11 de Setembro de 2001, que fizeram 15 anos.

A Casa Branca disse que o presidente dos EUA, Barack Obama, foi informado sobre a explosão.

Em St. Cloud, Minnesota, a polícia disse que pelo menos oito pessoas se feriram em um shopping, na noite de sábado, em um ataque com faca. O suspeito foi morto a tiros por um policial de folga que estava no local.

A candidata democrata à presidência, Hillary Clinton, disse que havia sido informada sobre os incidentes em Nova York e em Nova Jersey e do ataque em Minnesota. Ela lamentou as vítimas e disse que era preciso esperar a investigação se desenrolar. O candidato republicano, Donald Trump, disse na noite de sábado que houve uma explosão e comentou que "nós precisamos ser muito duros", diante dos riscos globais e para os EUA.

A explosão em Manhattan ocorreu horas após uma bomba explodir no Seaside Park, em Nova Jersey, pouco antes de uma corrida de caridade. A prova de 5 quilômetros foi cancelada e ninguém ficou ferido. Fonte: Associated Press.