22°
Máx
14°
Min

Bélgica admite erros antes de ataques terroristas em Bruxelas

Bruxelas, 27 (AE) - O ministro do Interior da Bélgica, Jan Jambon, disse que o governo belga investiu 600 milhões de euros US$ 670 milhões) para melhorar os serviços de segurança nacionais nos últimos dois anos. A autoridade reconheceu, porém, que décadas de negligência causaram deficiências que impediram uma resposta eficaz ao extremismo violento.

Jambon disse que houve erros antes dos ataques terroristas do dia 22 em Bruxelas, nos quais 31 pessoas morreram e 270 ficaram feridas. Ele esclareceu, por outro lado, que os investimentos feitos demandam tempo para gerar frutos. O ministro explicou que a contratação de especialistas no combate ao terrorismo e a compra de equipamentos especializados não são tarefas que geram sucesso em semanas ou meses. "Não é correto que se alguém investe dinheiro agora já haverá resultados amanhã", argumentou ele.

O governo da Suécia confirmou neste domingo que havia duas mulheres entre as vítimas dos atentados em Bruxelas. As identidades das vítimas não foram divulgadas.

A polícia italiana na cidade de Salerno, por sua vez, disse que capturou um argelino procurado na Bélgica por facilitar a imigração ilegal. Esse argelino é suspeito de vínculos com os ataques ocorridos no ano passado em Paris, mas não foram divulgados mais detalhes sobre a prisão. Fonte: Associated Press.