22°
Máx
16°
Min

Bernie Sanders vence primárias Democrata no Oregon e Hillary em Kentucky

(Foto: JAE C. HONG / Estadão Conteúdo) - Bernie Sanders vence primárias Democrata no Oregon e Hillary em Kentucky
(Foto: JAE C. HONG / Estadão Conteúdo)

O senador Bernie Sanders venceu as primárias do partido Democrata à corrida presidencial nos EUA no estado de Oregon ontem e teve uma disputa acirrada com Hillary Clinton pelo Kentucky. A pré-candidata levou a melhor por uma diferença de menos de 0,5 ponto porcentual, e, mesmo com essa margem bastante reduzida de diferença, declarou vitória no estado.

Clinton encerrou a noite com uma vantagem de 279 delegados sobre Sanders. Os resultados em Kentucky e no Oregon não provocaram mudanças dramáticas na contagem de votos e a ex-secretária de Estado continua como favorita para cravar a candidatura à presidência após as primárias de Nova Jersey, em 7 de junho.

A briga entre Sanders e Hillary mostra sinais de que os democratas terão dificuldades em unir o partido a favor da candidatura da ex-secretária de Estado.

"Antes de termos a oportunidade de derrotar Donald Trump, teremos de derrotar a secretária Clinton", disse Sanders ontem à noite em discurso na Califórnia. Segundo o senador, pesquisas mostram que ele tem mais chances de derrotar o republicano Donald Trump do que Hillary.

As primárias de ontem sucederam uma convenção do partido realizada no sábado (14) em Nevada. A reunião terminou com partidários de Sanders sendo acusados de jogar cadeiras e ameaçar de morte a presidente da unidade estadual dos democratas, Roberta Lange. Eles argumentavam que os resultados da convenção haviam sido manipulados a favor de Hillary.

Ontem o partido Republicano também teve primárias no Oregon, as quais deram vitória a Trump. Com o resultado, o empresário tem agora 1160 delegados a favor de sua candidatura e só precisa de mais 77 para se tornar oficialmente o candidato republicano à presidência.

A campanha do empresário aproveitou para anunciar a assinatura de um acordo com o Comitê Republicano Nacional para levantar fundos para a própria campanha e outras investidas republicanas. Fonte: Associated Press.