28°
Máx
17°
Min

Caixas-pretas do avião da EgyptAir começam a ser analisadas

(Foto: Estadão Conteúdo) - Caixas-pretas do avião da EgyptAir começam a ser analisadas
(Foto: Estadão Conteúdo)

Os investigadores do caso do voo 804 da EgyptAir, que caiu no mar Mediterrâneo no mês passado, disseram neste domingo que estavam realizando testes em duas caixas pretas do avião, antes de tentar extrair dados. Eles buscam desvendar o motivo do acidente.

O trabalho realizado com os gravadores de dados de voz da cabine e do voo, que foram recuperados na semana passada, começou numa instalação especializada no Cairo, neste sábado, informou a equipe de investigação. Foi divulgado ainda que os preparativos iniciais para ler as unidades de memória digital levaram cerca de 8 horas.

As caixas-pretas podem dar as melhores pistas na determinação do motivo da queda do voo 804, que matou todas as 66 pessoas a bordo. O avião partiu de Paris para o Cairo, quando se desviou do seu curso, disseram investigadores, que não descartaram qualquer causa para o acidente.

A equipe de investigação egípcia está sendo auxiliada por investigadores de acidentes da França e dos Estados Unidos. A fabricante de caixas-pretas Honeywell International também está fornecendo assistência.

Autoridades egípcias disseram na sexta-feira que a análise de dados "pode levar várias semanas". O voo 804 transmitiu várias mensagens de falha, antes de todo o contato ser perdido. As mensagens por si só não se revelaram suficientes para determinar uma causa provável para o acidente, afirmaram os investigadores.