22°
Máx
17°
Min

Chile confirma primeiro caso autóctone de zika

O Chile registrou seu primeiro caso autóctone de zika em seu território continental, informou o Ministério da Saúde do país, acrescentando que a transmissão ocorreu por via sexual.

Trata-se de uma mulher de 46 anos que contraiu a doença ao manter relações sexuais desprotegidas com seu parceiro, um cidadão haitiano que se contagiou com a doença em uma visita ao seu país, afirmou o ministério, em um comunicado.

O Chile contabiliza outros 10 casos confirmados de zika, todos de pessoas que contraíram a doença no exterior, mas a detectaram posteriormente no país. Desse total, oito casos foram confirmados neste ano.

O ministério da saúde chileno recomenda manter relações sexuais com proteção com pessoas que tenham viajado a regiões afetadas pela doença. "Homens e mulheres voltando de áreas onde existe a transmissão do vírus da zika devem considerar adotar práticas sexuais seguras ou se abster de atividade sexual por pelo menos 4 semanas depois de seu retorno", afirma o comunicado.

No território continental chileno não existe o mosquito Aedes aegypti, transmissor da zika e da dengue entre outras doenças. O mosquito existe, porém, no território chileno da Ilha de Páscoa, no Oceano Pacífico.

Fonte: Associated Press