28°
Máx
17°
Min

China suspende projeto de usina nuclear após protestos intensos

Depois que milhares de pessoas tomaram as ruas da cidade oriental de Lianyungang, no leste da China, para protestar contra a possibilidade de uma usina de tratamento de resíduos nucleares, a prefeitura suspendeu temporariamente o projeto, de acordo com uma publicação feita na internet pelo governo.

Autoridades do Partido Comunista advertiram mais cedo que as manifestações são ilegais e advertiu os membros do partido para não se juntarem a eles, ou até mesmo observá-los nas ruas ou discutir nas redes sociais - com o risco de serem "seriamente investigados e tratados", de acordo com um aviso feito pela comissão da disciplina do partido local.

Ao mesmo tempo, autoridades prometeram ser transparentes sobre o projeto. A polícia provincial disse que a usina é necessária para o futuro energético da China.

Grandes protestos ambientais têm crescido na China, e os de Lianyungang - que fica a aproximadamente 402 quilômetros ao norte de Xangai - destacam a preocupação do país sobre as ambições nucleares. Vários moradores disseram que estão preocupados desde a crise de Fukushima em 2011, no Japão.

O projeto de construir uma usina é realizado em conjunto com a francesa Areva e a estatal China National Nuclear Corp. O intuito seria reciclar materiais nucleares em plutônio para reutilização. A China vê como uma parte fundamental de garantir a segurança energética, uma vez que o país pretende construir mais reatores. Mas especialistas e o secretário de Energia dos EUA, Ernest Moniz, têm preocupações expressas de que o projeto está em desacordo com os esforços para limitar a propagação de materiais pode ser usada em que as armas. Fonte: Dow Jones Newswires.