21°
Máx
17°
Min

China: ZTE vai substituir executivos após sanções dos EUA, dizem fontes

A fabricante chinesa de equipamentos de telecomunicações ZTE planeja substituir três de seus mais altos executivos, incluindo seu executivo-chefe, disseram fonte familiarizadas com o assunto, para tentar reconstruir sua reputação depois de ter sido acusada no mês passado de violar as regras do comércio exterior dos Estados Unidos e sofrer sanções por causa disso. O CEO da ZTE, Shi Lirong, que está no cargo desde 2010, assim como os vice-presidentes executivos Tian Wenguo e Qiu Weizhao vão deixar as posições atuais, conforme as fontes.

O diretor de tecnologia da ZTE, Zhao Xianming, deve assumir o papel de CEO e presidente, mas ainda é aguardada a aprovação do conselho em uma reunião prevista para terça e quarta-feira, disseram as fontes. Como parte de um recente acordo entre o Departamento de Comércio dos EUA e a ZTE para remover temporariamente as sanções comerciais impostas no mês passado contra a empresa chinesa, os executivos que estiveram envolvidos na suposta violação devem sair de suas funções de gestão.

Enquanto isso, a negociação de ações da ZTE, suspensa desde 7 de março, deve ser retomada na quinta-feira, ainda conforme fontes. A ZTE está listada na Bolsa de Hong Kong. A empresa pretende divulgar na quarta-feira seus resultados financeiros de 2015. A divulgação foi adiada após a imposição de sanções pelo USDA. O conselho da ZTE se reunirá para aprovar tanto as mudanças de gestão quanto os resultados financeiros. Fonte: Dow Jones Newswires.