22°
Máx
16°
Min

Com jejuns e intensas orações, muçulmanos iniciam o mês sagrado do Ramadã hoje

(Foto: Fardin Waezi / UNAMA) - Com jejuns e intensas orações, muçulmanos iniciam o mês sagrado do Ramadã hoje
(Foto: Fardin Waezi / UNAMA)

Milhões de muçulmanos em todo o mundo iniciaram o mês sagrado do Ramadã nesta segunda-feira, uma época marcada por intensa oração, jejum ao amanhecer até o anoitecer e festas noturnas.

A TV estatal da Arábia Saudita anunciou a lua nova que dá início ao Ramadã no domingo à tarde. A mídia local na Indonésia, o país muçulmano mais populoso do mundo, também disse que os muçulmanos por lá iriam começar o jejum na segunda-feira, assim como os muçulmanos em Cingapura, Iêmen, Líbano, Síria, Qatar, Kuwait, Jordânia, Egito, Emirados Árabes Unidos, Afeganistão e nos territórios palestinos, entre outros.

Na sequência destes anúncios, uma mesquita em Tampa, na Flórida, anunciou que seus seguidores também iriam comemorar o jejum no primeiro dia.

Os muçulmanos seguem um calendário lunar e uma metodologia de observação da lua, que pode levar

diferentes países a declaram o início do Ramadã com um ou dois dias de intervalo. No domingo à noite, o Paquistão e o Irã ainda tinham que anunciar oficialmente o primeiro dia do Ramadã nesta segunda-feira.

Os fiéis passam o mês do Ramadã nas mesquitas para orações noturnas conhecidas como "taraweeh", enquanto o tempo livre durante o dia muitas vezes é gasto lendo o Alcorão e ouvindo palestras religiosas.

Cada dia, durante o mês do Ramadã, os muçulmanos se abstêm de comer e beber do nascer ao pôr do sol. Mesmo um gole de água, café ou um cigarro podem invalidar rapidamente o jejum. Há exceções ao jejum para crianças, idosos, doentes, mulheres que estão grávidas, amamentando ou menstruadas, e às pessoas que estão viajando. Os muçulmanos celebram o fim do Ramadã com um feriado de três dias chamado de Eid. Fonte: Associated Press.