27°
Máx
13°
Min

Comissão Europeia anuncia programa da UE de ajuda a refugiados na Grécia

A Comissão Europeia propôs nesta quarta-feira a criação de um programa de assistência humanitária de 700 milhões de euros (US$ 760 milhões), em grande medida para acomodar dezenas de milhares de refugiados e imigrantes presos na Grécia, diante de crescentes dificuldades para eles seguirem sua rota pelo continente.

As tensões aumentaram nos últimos dias, com dezenas de milhares de pessoas presas na fronteira da Grécia com a Macedônia, como resultado de restrições fronteiriças impostas pela Áustria e por países dos Bálcãs no último mês.

"O número de refugiados continua a crescer e portanto também aumentam as necessidades humanitárias", afirmou o comissário da UE para o assunto, Christos Stylianides, em Bruxelas. "Com esta proposta, nós seremos capazes de levar assistência emergencial para crises muito mais rapidamente que antes."

Stylianides disse que 300 milhões de euros estarão imediatamente disponíveis para as necessidades básicas dos refugiados, como alimentos, tendas e água potável. Os demais 400 milhões de euros serão disponibilizados ao longo de dois anos. Os governos da UE e o Parlamento Europeu precisam aprovar as mudanças orçamentárias exigidas pelo programa. "Obviamente, esse apoio emergencial por si só não pode e não irá resolver nossos problemas. Não há fórmulas mágicas", disse o comissário.

É a primeira vez que as operações humanitárias de ajuda serão financiadas e coordenadas pelo braço executivo da UE, em cooperação com a agência de refugiados da ONU e entidades não governamentais. O novo programa será financiado separadamente e não retirará fundos de operações humanitárias em andamento em zonas de conflito pelo mundo. Fonte: Dow Jones Newswires.