23°
Máx
12°
Min

Comissão Europeia: países ibéricos não fizeram o bastante para reduzir déficits

(Foto: Divulgação) - Países ibéricos não fizeram o bastante para reduzir déficits
(Foto: Divulgação)

A Comissão Europeia disse hoje que Espanha e Portugal não tomaram as medidas necessárias para trazer os déficits orçamentários de 2015 para dentro dos limites da União Europeia (UE), desencadeando um processo que pode levar a possíveis sanções financeiras.

A decisão sobre uma possível punição será feita pela Comissão Europeia - o braço executivo da UE - ainda neste verão (do Hemisfério Norte) e após os ministros das finanças do bloco endossaram a sua opinião na próxima semana.

Mesmo assim, a anúncio desta quinta-feira é um estágio importante em uma saga que viu incontáveis altos e baixos entre Bruxelas, Lisboa e Madri sobre uma possível violação das regras fiscais da UE por parte dos países ibéricos.

O vice-presidente da Comissão Europeia, Valdis Dombrovskis, disse que Espanha e Portugal "têm desviado do caminho da correção de seus déficits excessivos e não atingiram suas metas orçamentárias".

O primeiro-ministro português, António Costa, que assumiu em novembro, reagiu rapidamente, afirmando que seu país está no caminho de cumprir as regras do Orçamento neste ano. "Portugal não merece as sanções", disse. Catarina Martins, líder do Bloco de Esquerda, foi além: "Esse é um ataque ao nosso país", afirmou.

Uma vez endossada a opinião da Comissão Europeia pelos ministros das finanças do bloco, o órgão terá de propor uma punição dentro de 20 dias. Fonte: Dow Jones Newswires.