27°
Máx
13°
Min

Confronto entre assessor de Obama e funcionário chinês

Um confronto verbal entre um assessor da Casa Branca e um funcionário chinês conturbou a chegada do presidente norte-americano, Barack Obama, à cúpula econômica em Hangzhou. O problema teria surgido após um funcionário chinês exigir que os jornalistas que viajavam com Obama fossem proibidos de ficar perto dele. O assessor presidencial não teria concordado com o pedido, por se tratar de uma tradição observada sempre que o presidente chega a um lugar estrangeiro.

"Este é o nosso país! Este é o nosso aeroporto!", teria gritado o funcionário chinês quando o assessor da Casa Branca insistiu que iria definir as regras para o seu próprio líder.

Além disso, um funcionário chinês tentou manter a conselheira de Segurança Nacional de Obama, Susan Rice, longe de seu chefe. "Coisas que não foram antecipadas", disse ela, quando questionada por repórteres sobre o assunto.

Vários líderes mundiais, inclusive o presidente Michel Temer, viajaram para a China para participarem da reunião do G-20.