28°
Máx
17°
Min

De volta à campanha, Hillary divulgará mais informações sobre a saúde em breve

A candidata democrata à presidência dos Estados Unidos, Hillary Clinton, afirmou nesta quinta-feira que divulgará em breve mais informações sobre sua saúde. A ex-secretária de Estado disse que deseja dar satisfações para "questões legítimas que as pessoas têm" sobre seu quadro e também que se sentiu "tocada" pela preocupação com seu bem-estar.

Hillary falou no programa de rádio de Tom Joyner. Na quarta-feira, a candidata divulgou uma carta de seu médico, no qual este declara que ela está "apta a servir" como presidente. A ex-primeira-dama enfrentou críticas por falta de transparência por não revelar que havia recebido um diagnóstico de pneumonia até que um vídeo mostrou-a quase desmaiando, depois de deixar abruptamente uma cerimônia em memória das vítimas do 11 de Setembro.

O rival de Hillary, o candidato republicano Donald Trump, deve divulgar mais informações sobre sua saúde nesta quinta-feira. Trump também sugeriu que, caso seja eleito presidente, venderia alguns ativos no exterior para evitar potenciais conflitos de interesse.

O candidato oposicionista foi questionado na rede Fox sobre como responderia a potenciais sanções impostas contra um país se isso pudesse eventualmente prejudicar o resultado de suas companhias ou hotéis. Ele respondeu que, caso fosse o dono dos negócios, teria de vendê-los. Trump disse que, se eleito, iria "cortar as conexões" com suas companhias. Seus filhos executivos ficariam encarregados de tocar os negócios e não discutiriam essas questões com ele.

Ainda em sua entrevista no rádio, Hillary disse que não comentaria os e-mails vazados do secretário de Estado Colin Powell. Em uma mensagem, Powell criticou o fato de que Hillary citou o comportamento dele em relação a seus e-mails pessoais para justificar sua própria ação de usar um servidor pessoal de e-mails quando era secretária de Estado.

A candidata democrata volta à campanha nesta quinta-feira, após três dias de resguardo por causa da pneumonia. Na carta do médico, foram divulgados os níveis de colesterol e outros resultados de exames, bem como as medicações tomadas por ela.

Trump disse que também pretende divulgar detalhes de exames físicos recentes. Fonte: Associated Press.