22°
Máx
17°
Min

Donald Trump diz que esforços para desvincular votos de delegados são "ilegais"

O pré-candidato republicano à Presidência dos Estados Unidos, Donald Trump, disse neste sábado que os esforços de um grupo na Convenção Nacional do Partido Republicano para evitar que ele conquiste a nomeação oficial são "ilegais".

Durante evento de campanha em Las Vegas, Trump dedicou uma grande parte de seu discurso para criticar os esforços para evitar sua nomeação. "Em primeiro lugar, isso é ilegal. Em segundo lugar, não se pode fazer isso", disse ele. "Alguns candidatos foram derrotados e agora estão tentando organizar uma pequena revolta entre os delegados".

Em uma reportagem publicada na semana passada, o The Wall Street Journal relatou que cerca de 15 delegados do Colorado formaram uma coalização para tentar conseguir apoio para uma regra que desvincula os votos dos delegados de Estados que atualmente são obrigados a apoiar Trump.

O candidato tem enfrentado críticas de seu partido nos últimos meses. Mais recentemente, ele foi criticado por seus comentários a respeito de um juiz federal de descendência mexicana e por declarações provocativas após o ataque em Orlando, como a proposta de banir muçulmanos dos EUA e suas sugestões de que o presidente Barack Obama simpatiza com os inimigos do país.

Trump questionou neste sábado em qual candidato os delegados poderiam votar para substituí-lo. "Quem eles vão escolher? Eu ganhei de todos", disse ele. O evento deste sábado acontece após uma visita de dois dias no Texas. Ele estia ter conseguido entre US$ 12 milhões e US$ 13 milhões para o partido nos últimos dias. Fonte: Dow Jones Newswires.