27°
Máx
13°
Min

Duas jovens são presas na França suspeitas de planejar ataque terrorista

França viveu onda de ataques terroristas (Foto: Reprodução) - Duas jovens são presas na França suspeitas de planejar ataque
França viveu onda de ataques terroristas (Foto: Reprodução)

Duas jovens mulheres suspeitas de planejar um ataque na França foram detidas pela polícia na cidade de Nice, no sul do país, segundo relatos de uma pessoa familiarizada com a investigação neste domingo. Este é considerado o mais recente sinal de que o grupo Estado Islâmico está mudando seu foco da guerra na Síria para orquestrar planos terroristas na Europa.

As duas jovens - de 17 e 19 anos de idade - estiveram em contacto com Rachid Kassim, um recrutador francês para o Estado Islâmico, no aplicativo de mensagens Telegram Messenger, segundo uma fonte. Acredita-se que Kassim esteja no território controlado pelo EI.

Segundo esta fonte, Kassim teria orientado as jovens para atacar lugares específicos na França para vingar a morte de Abu Mohammed al Adnani, membro fundador e porta-voz-chefe do Estado Islâmico, que foi morto em um campo de batalha no norte da Síria, no mês passado.

Mesmo com o Estado Islâmico perdendo território na Síria e no Iraque, a proliferação de ataques terroristas de pequena escala na Europa provoca uma situação de tensão constante na Europa, sem que o grupo precise realizar treinamento de equipe nem utilizar equipamentos muito sofisticados. Durante o ano passado, uma série de ataques terroristas deixou mais de 200 mortos em França.

A polícia identificou recentemente a mulher de 19 anos e a deteve depois de identificar seus contatos com Kassim por meio do aplicativo, com a ajuda de um serviço de inteligência estrangeiro, de acordo com a pessoa familiarizada com a investigação. Ela manteve contato com o recrutador do EI por um mês antes de ser presa dias atrás.

Os serviços de inteligência já haviam tomado conhecimento sobre as atividades da jovem, uma estudante de ensino médio. Ela era suspeita de tentar viajar para a Síria há dois anos e era obrigada a se apresentar à polícia uma vez por semana, segundo a fonte.

A outra jovem, de 17 anos, tinha recentemente se convertido ao islamismo, e foi detida em sua casa em Nice, poucos dias depois de sua amiga dois anos mais velha. Ela não era conhecida pelos serviços de inteligência franceses.

Interrogadas pela polícia, as duas mulheres disseram que tinham renunciado a seus planos para realizar um ataque. A jovem de 17 anos disse que ficou "chocada" com o ataque em Nice, que deixou 86 pessoas mortas depois que um motorista de caminhão atropelar pessoas que estavam na avenida beira-mar para comemorar o feriado nacional da França. Fonte: Dow Jones Newswires.