22°
Máx
14°
Min

Em vídeo, rainha Elizabeth II chama autoridades chinesas de "muito grosseiras"

A Rainha Elizabeth II foi ouvida em vídeo descrevendo as autoridades chinesas como "muito grosseiras" durante uma conversa com uma autoridade de polícia em um evento no Palácio de Buckingham em comemoração ao seu aniversário de 90 anos.

O vídeo mostra a rainha chegando na festa no jardim do Palácio e sendo apresentada à policial Lucy D'Orsi, que supervisionou as operações de segurança durante a visita de Estado do presidente da China Xi Jinping ao Reino Unido em outubro. Na ocasião, a oficial disse à rainha que tinha sido um "tempo de teste". Elizabeth disse então que "eles foram muito grosseiros com o embaixador".

O governo chinês e o Palácio de Buckingham disseram que a primeira visita de Estado do presidente chinês Xi Jinping ao Reino Unido em outubro tinha sido bem sucedida.

Esse tipo de comentário, que se tornou público nesta quarta-feira, é incomum porque a monarca sempre teve o cuidado com suas orientações políticas durante o seu longo reinado. O jornal The Guardian disse que a discussão foi registrada pelo cameraman oficial do Palácio.

Seus comentários vieram depois que primeiro-ministro britânico, David Cameron, também foi flagrado por uma câmera que estava ligada, dizendo a rainha que "os líderes de alguns países 'fantasticamente' corruptos" estavam vindo para a Inglaterra para uma conferência anticorrupção que o país está sediando. Ele acrescentou que a Nigéria e o Afeganistão são "possivelmente, os dois países mais corruptos do mundo".

Um porta-voz da Downing Street disse nesta na quarta-feira que "tanto o presidente Buhari da Nigéria e quanto o presidente Ghani do Afeganistão reconheceram a escala do desafio de enfrentar a corrupção em seus países", e que ambos os líderes foram convidados para a cúpula "porque eles estão liderando a luta contra a corrupção em seus países". Fonte: Associated Press e Dow Jones Newswires.