23°
Máx
12°
Min

Envio de comboios de ajuda para a Síria foi interrompido após ataque, diz ONU

(Foto: Divulgação) - Envio de comboios de ajuda para a Síria foi interrompido após ataque
(Foto: Divulgação)

O envio de comboios da Organização das Nações Unidas (ONU) para a Síria foram temporariamente interrompidos, afirmou o Escritório para a Coordenação de Assuntos Humanitários (OCHA, na sigla em inglês) nesta terça-feira. O OCHA é um braço da ONU envolvido em questões humanitárias.

O anúncio é realizado um dia após um ataque aéreo atingir um comboio de caminhões que levavam ajuda perto da cidade de Aleppo. Agentes que trabalhavam para levar ajuda à população sitiada na cidade teriam sido mortos. Porta-voz do OCHA para a Síria, David Swanson disse que os comboios de ajuda humanitária foram interrompidos, enquanto a ONU reavalia a situação.

Nesta terça-feira, haverá uma reunião do Grupo de Apoio Internacional à Síria, que reúne países como Estados Unidos, Arábia Saudita, Irã e Rússia. O encontro ocorre um dia após o aparente naufrágio do acordo de cessar-fogo apresentado anteriormente como uma "última chance" para manter a Síria unida. O cessar-fogo entrou em vigor no dia 12, mas uma semana depois já perdia validade. Os dois lados em confronto trocam acusações de violação à trégua e ontem o Exército sírio afirmou que o cessar-fogo já não valia.

Uma graduada autoridade do governo norte-americano disse que o secretário de Estado dos EUA, John Kerry, deve se reunir com o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, antes do encontro do grupo mais amplo. Ontem, Kerry afirmou que "evidentemente" as forças sírias eram responsáveis pelo ataque contra o comboio de ajuda humanitária. O governo de Moscou é aliado da administração do presidente sírio, Bashar al-Assad.

Em seu discurso na Assembleia Geral da ONU nesta terça-feira, o presidente dos EUA, Barack Obama, deve tratar da Síria e também da ameaça do terrorismo. Fonte: Dow Jones Newswires.