28°
Máx
17°
Min

Estado Islâmico pede intensificação de ataques durante Ramadã

O grupo Estado Islâmico pediu que seus seguidores intensifiquem ataques contra o Ocidente, mas não reivindicaram a responsabilidade pelo desaparecimento do voo 804 da EgyptAir.

O áudio de 31 minutos, o primeiro de um líder de alto nível do Estado Islâmico desde o ano passado, foi divulgada poucos dias antes do início do mês sagrado muçulmano do Ramadã, que começa em 6 de junho, e foi um grito de guerra para os seguidores para continuar lutando.

Os militantes radicais islâmicos consideram o Ramadã como período sagrado para os atos de martírio.

"O Ramadã está se aproximando. Este é um mês de invasões e de jihad, um mês de conquistas. Então, preparem-se. Vamos aproveitá-lo como conquistadores, em nome de Deus", disse o porta-voz e líder sênior do EI, Abu Mohammed al-Adnani, em um áudio publicado na internet. "Vamos fazer do Ramadã um mês de destruição de infieis em todos os lugares, especialmente de soldados dos infieis na Europa e nos EUA."

Seguidores do Estado Islâmico torceram em redes sociais que o grupo assumisse a responsabilidade do desaparecimento do voo 804 EgyptAir, no Mar Mediterrâneo na quinta-feira, o que não ocorreu. Apenas alguns destroços da aeronave foram encontrados. Sessenta e seis pessoas estavam a bordo. Fonte: Dow Jones Newswires.