26°
Máx
19°
Min

Estado Islâmico reivindica ataque em igreja da França

O grupo terrorista Estado Islâmico afirmou que os dois homens que realizaram nesta terça-feira um ataque em uma igreja no norte da França eram "soldados" da organização extremista. A informação estava em comunicado do Estado Islâmico, divulgado pela agência de notícias Amaq, braço de mídia do grupo. O presidente francês, François Hollande, também disse que a dupla que matou um padre havia reivindicado ter ligação com o Estado Islâmico.

Um porta-voz do grupo, Abu Mohammed al-Adnani, apelou em maio para que os partidários ocidentais que não possam migrar para os campos de batalha do Estado Islâmico realizem ataques em seus próprios países. Além da morte do padre, identificado como Jacques Hamel, uma pessoa ficou gravemente ferida.

Os homens realizaram ataques com faca, na cidade de Saint Etienne du Rouvray, na Normandia, e fizeram cinco reféns. Eles cortaram a garganta do padre e também deixaram outro refém gravemente ferido - a dupla de agressores acabou morta a tiros pelas forças de segurança.

Hollande disse que a ameaça terrorista na França permanece "muito alta". Segundo ele, o país precisa enfrentar o terror com todos os meios, mas dentro do Estado de Direito. Para o presidente, todos os católicos e o povo francês foram alvos, nesse ataque ocorrido na igreja. Fonte: Dow Jones Newswires.