27°
Máx
13°
Min

EUA: Autoridades dizem que explosão foi ataque a bomba, mas investigam motivos

(Foto: Michael Appleton/ Mayoral Photography Office) - EUA: Autoridades dizem que explosão foi ataque a bomba
(Foto: Michael Appleton/ Mayoral Photography Office)

Investigadores continuam neste domingo tentando descobrir quem plantou uma bomba que abalou um movimentado bairro de Nova York e a motivação do ataque, vasculhando estilhaços, vestígios forenses e vídeos das câmeras de segurança em busca de possíveis ligações com um dispositivo de panela de pressão não detonado encontrado a poucos quarteirões de distância. Ainda parecia haver mais perguntas que respostas após a explosão que feriu 29 pessoas em Manhattan na noite de sábado. Todas as vítimas já foram liberadas do hospital.

"Nós sabemos apenas que houve um ataque a bomba", disse o prefeito Bill de Blasio, em apresentação na sede do Departamento de Polícia de Nova York. "Isso é o que sabemos de fato." O governador de Nova York, Andrew Cuomo, do Partido Democrata, que visitou o local da explosão no bairro de Chelsea, em Manhattan, afirmou que não parece haver qualquer ligação com o terrorismo internacional. Cuomo disse que um segundo dispositivo encontrado a algumas quadras de distância do local da explosão parecia ter desenho similar ao primeiro.

O dispositivo - descrito por um oficial como uma panela de pressão com fios e um telefone celular ligado a ele - foi removido na madrugada de domingo por um robô do esquadrão de bombas e está sendo examinado por especialistas forenses. O oficial falou sob condição de anonimato, porque não estava autorizado a falar publicamente sobre a investigação em curso.

A explosão de uma bomba caseira em Seaside Park, em Nova Jersey, antes de uma corrida de caridade para beneficiar fuzileiros navais e marinheiros, também no sábado, não parecia ter ligação com o ataque em Manhattan. A bomba tinha materiais da que explodiu em Chelsea, disseram as autoridades, que ponderaram, entretanto, que não estavam descartando nenhuma hipótese ainda. A corrida foi cancelada e ninguém ficou ferido. O dispositivo que explodiu em Nova Jersey continha evidências de um pó preto, enquanto o dispositivo que explodiu em Manhattan tinha resíduos de um explosivo chamado Tannerite, segundo uma autoridade federal, que também pediu para não ser identificada.

O atentado abalou no sábado o bairro de Chelsea, uma parte predominantemente residencial de lado oeste de Manhattan conhecida por suas galerias de arte e pela grande população gay. Testemunhas descreveram uma explosão ensurdecedora, e vídeos das câmeras de segurança capturaram imagens de janelas de locais próximos quebrando e de pessoas correndo para longe do local da explosão.

Os membros da Força-Tarefa conjunta de terrorismo do FBI investigam a explosão junto com detetives do Departamento de Polícia de Nova York, bombeiros e outros investigadores federais. Como precaução, Cuomo disse que estava colocando um adicional de 1 mil patrulheiros do Estado e membros da Guarda Nacional em toda a cidade de Nova York.

O primeiro dispositivo, que explodiu na rua West 23rd por volta das 20h30 (horário local), parecia ter sido montado a partir de um dispositivo explosivo improvisado colocado dentro de uma caixa de ferramentas na frente de um edifício em construção, segundo um dos oficiais. O segundo dispositivo, encontrado mais tarde dentro de um saco plástico na rua West 27th, parecia ser uma panela de pressão com fios e um celular. Investigadores federais em Quantico, Virginia, vão examinar evidências das explosões em Nova York e Nova Jersey. Fonte: Associated Press.