22°
Máx
17°
Min

EUA: candidatos se encontram com primeiro-ministro de Israel antes do debate

(Foto: Reprodução) - EUA: candidatos se encontram com primeiro-ministro de Israel
(Foto: Reprodução)

Hillary Clinton e Donald Trump têm reuniões separadas com o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, neste domingo, o que deu aos dois candidatos à presidência dos Estados Unidos uma chance de demonstrar seus conhecimentos sobre política externa na véspera do primeiro debate entre eles.

Trump e Netanyahu discutiram "longamente" a adoção de um muro por Israel para ajudar a proteger as suas fronteiras, um exemplo que Trump frequentemente cita quando defende a barreira que quer construir entre os EUA e o México.

"Trump reconheceu que Israel e seus cidadãos têm sofrido muito tempo na linha de frente do terrorismo islâmico", disse o comitê de campanha do candidato, por meio de comunicado. "Ele concordou com o primeiro-ministro Netanyahu que o povo de Israel quer uma paz justa e duradoura com seus vizinhos, mas que a paz só virá quando os palestinos renunciarem ao ódio e à violência, e aceitarem Israel como um Estado judeu".

Clinton deve se encontrar com o primeiro-ministro no final do dia, também em Nova York.

A reunião foi projetada para colocar Israel em boa posição com o próximo presidente dos EUA. Mas também serviu para mostrar a experiência dos candidatos com política externa antes de seu primeiro debate marcado para esta segunda-feira, seis semanas antes do dia da eleição.

Clinton, ex-senadora e secretária de Estado, muitas vezes diz que Trump não sabe o suficiente sobre o mundo e não tem o temperamento para ser presidente. Trump tem argumentado que ele tem uma vasta experiência com a política externa através de sua carreira como executivo e culpa Clinton por muitos dos tropeços da nação na política externa.

O candidato a vice-presidente na chapa de Trump, Mike Pence, negou que Gennifer Flowers participará do debate. Trump havia dito, por meio de redes sociais, que se seu crítico Mark Cuban participasse do encontro, ele levaria Flores, supostamente uma ex-amante de Bill Clinton, marido de Hillary. Kellyanne Conway, coordenadora da campanha de Trump, disse que Flores tinha o direito de estar lá se "alguém lhe desse uma entrada". Mas Pence foi mais enfático. "Gennifer Flowers não vai estar presente no debate de amanhã à noite", disse o candidato a vice a um programa de TV.

A campanha de Trump disse que durante sua reunião com Netanyahu, o candidato presidencial republicano prometeu "extraordinária cooperação estratégica, tecnológica, militar e de inteligência entre os dois países" se for eleito.

A imprensa foi impedida de cobrir o encontro entre Netanyahu e Trump, mas a campanha de Trump disse em um comunicado que foram discutidos "muitos temas importantes para ambos os países". Entre esses tópicos estavam o acordo nuclear com o Irã, a batalha contra os militantes do Estado Islâmico, a ajuda militar fornecida pelos EUA e outras questões de segurança. Fonte: Associated Press