22°
Máx
16°
Min

EUA: Cerca de 200 pessoas são presas em protestos contra violência policial

Em meio à escalada da tensão racial nos Estados Unidos, cerca de duzentas pessoas foram presas nas capitais dos Estados norte-americanos de Minnesota, St. Paul, e Louisiana, Baton Rouge, durante protestos contra as recentes mortes de negros pela polícia.

Autoridades disseram que 21 policiais de St. Paul e seis funcionários da guarda estadual de Minnesota foram feridos nos protestos no sábado e no domingo.

A polícia usou bombas de gás lacrimogêneo para dispersar mais de 200 pessoas que bloqueavam a estrada Interestadual 94, a maior rodovia que liga as cidades gêmeas de Minneapolis e St. Paul. Os manifestantes jogavam pedras, garrafas e fogos de artifício contra as forças de segurança.

Mais de 50 manifestantes foram presos neste confronto, que varou a madrugada. Cerca de outras 50 pessoas foram detidas em outras partes da cidade, por atos de vandalismo.

O chefe da polícia de St. Paul, Todd Axtell, classificou a violência contra a polícia de "uma desgraça". Os manifestantes alegam, no entanto, que os protestos foram pacíficos.

Entre os 99 presos na Louisiana está o proeminente ativista DeRay Mckesson, que faz parte do grupo Black Lives Matter, que denuncia a violência policial contra negros. As prisões ocorreram em diversos protestos com a morte de Alton Sterling, um negro de 37 anos, por dois policiais brancos. Fonte: Associated Press.