20°
Máx
14°
Min

EUA estudam sanções contra Rússia em resposta a ataque cibernético

Autoridades dos Estados Unidos estão estudando uma resposta à invasão de computadores das organizações do Partido Democrata com sanções econômicas contra a Rússia, mas não chegaram a uma decisão sobre como proceder, de acordo com várias fontes familiarizadas ao assunto.

Impor sanções exigiria uma acusação publica por parte dos americanos de que o governo russo está envolvido no caso. Os EUA têm optado por não atribuir casos de ataques cibernéticos publicamente, embora Washington tenha acusado abertamente a Coreia do Norte de invadir os computadores da Sony Pictures Entertainment, em 2014.

O FBI e as agências de inteligência americanas têm estudado o caso dos ataques contra os democratas, e várias autoridades sinalizaram que é quase certo que os russos têm ligações com os hackers responsáveis pelo ataque. Moscou nega qualquer envolvimento, mas muitas companhias de segurança cibernética também publicaram relatórios ligando a invasão a hackers russos.

O candidato republicano à presidência dos Estados Unidos, Donald Trump, repudiou publicamente qualquer conexão com o ataque ao Comitê Nacional Democrata e outros grupos. "Isso é tão forçado", disse Trump em uma coletiva de imprensa no mês passado. "É tão ridículo. Honestamente... Eu gostaria de ter esse poder". Fonte: Dow Jones Newswires