20°
Máx
14°
Min

EUA: Linha do trem que provocou acidente em Nova Jersey não estaria com problema

Investigadores federais disseram que não houve nenhum problema com a linha da estação de Hoboken, em Nova Jersey (EUA), em que um trem de passageiros descarrilou e provocou um acidente na última quinta-feira. A tragédia deixou centenas de feridos e matou uma brasileira que estava no local.

O Conselho Nacional de Segurança de Transportes do país disse ontem que as linhas de acesso à estação aparentam funcionamento normal. Entretanto, o conselho disse que uma investigação completa ainda não foi feita porque o trem continua na estação.

Apesar de tantos feridos, a única morte registrada foi a de uma advogada brasileira, Fabiola Bittar de Kroon, de 34 anos. Ela estava na estação na hora do acidente e teria sido atingida pelo trem e por detritos. Ela morava na Flórida, onde concluiu seu mestrado, mas se mudou para acompanhar o marido, que conseguiu emprego em uma grande companhia de licores.

Um dos passageiro, Rich Scardaville, especialista em tecnologia da informação de 45 anos, disse que o trem seguia sua trajetória normal, mas repentinamente teve um tranco para a frente. Segundo ele, o comportamento "foi muito incomum". Então, segundo ele, houve um barulho muito forte, "como uma explosão", antes de as luzes se apagarem e todos fugirem. Scardaville disse que viu várias pessoas "em condição muito ruim".

Os serviços de transporte na estação de Hoboken foram suspensos por causa do acidente. Outra passageira, Jamie Weatherhead-Saul, de 31 anos, disse que com o tranco as pessoas caíram umas sobre as outras. Ela disse que pega o trem todas as manhãs e que ele estava "extremamente lotado" nesta manhã. Segundo ela, a cobertura da estação aparentemente caiu sobre o trem.