22°
Máx
16°
Min

EUA reforça tropas no Afeganistão para combater o Estado Islâmico

O exército dos Estados Unidos está reforçando as tropas no Afeganistão para uma ofensiva contra o Estado Islâmico. De acordo com autoridades dos dois países, a intenção é reverter os recentes avanços do grupo na parte leste do Afeganistão.

O general John Nicholson, principal comandante norte-americano no Afeganistão, alegou estar utilizando uma permissão especial que dá direito a novos reforços na região, incluindo forças terrestres. Ele não indicou quantas tropas extras chegaram ao país, nem quando, mas afirmou que as operações estão em curso.

A chegada de novas forças na operação conjunta entre EUA e Afeganistão contra o Estado Islâmico marca uma nova escala no conflito, que também envolve esforços para acabar com a insurgência do Taleban.

Em janeiro, o presidente Barack Obama concedeu mais liberdade às forças norte-americanas para atacar o Estado Islâmico. Obama também afirmou que pretende desacelerar a retirada de tropas, deixando 8.400 no ano que vem. Atualmente, o Afeganistão conta com a presença de cerca de 9.800 tropas. As forças adicionais não estão incluídas nesse número.

Segundo o general Mohammad Zaman Waziri, que comanda as tropas afegãs no leste, a próxima fase da operação vai envolver um deslocamento de forças terrestres afegãs para liberar a área, com apoio aéreo dos EUA.

"Durante um mês, vamos fazer ataques aéreos e operações especiais", disse. "No mês seguinte, faremos uma operação terrestre". Fonte: Dow Jones Newswires.