24°
Máx
17°
Min

EUA seguirão com exercício militar com Seul apesar de ameaça da Coreia do Norte

O secretário do Exército dos EUA, Eric Fanning, disse neste sábado que os exercícios militares anuais entre os EUA e a Coreia do Sul irão adiante no próximo mês, apesar da ameaça da Coreia de Norte caso os exercícios entre os dois países continuassem.

Na quinta-feira, o principal diplomata da Coreia do Norte para assuntos dos EUA disse que a natureza dos exercícios militares se tornou amplamente agressiva e que Pyongyang está pronto para a guerra. Os EUA e a Coreia do Sul realizam regularmente exercícios militares conjuntos na zona desmilitarizada que divide as duas Coreias, e Pyongyang normalmente responde a eles com palavras duras e ameaças de retaliação.

Fanning, que estava na Malásia em uma turnê regional, disse que os EUA têm realizado exercícios militares com a Coreia do Sul por décadas e que "estes exercícios contribuem para a estabilidade".

No ano passado, os exercícios militares entre os dois países envolveram 30 mil americanos e 50 mil soldados sul-coreanos e seguiram por um período de animosidade intensificada entre as duas Coreias, com explosões de minas terrestres que mutilaram dois soldados sul-coreanos. Fonte: Associated Press