22°
Máx
14°
Min

Filho de político russo é suspeito de fraudar $170 mi em compras com cartão

Procuradores apontaram Roman Seleznev, filho de um membro do parlamento russo, como o hacker responsável por organizar um esquema internacional que resultou em uma fraude de US$ 170 milhões em compras de cartão de crédito nos Estados Unidos. O esquema durou entre 2008 e 2014.

Em um julgamento que começa nesta semana, os procuradores disseram que vão apresentar evidências de que Seleznev invadiu empresas norte-americanas - principalmente pizzarias e restaurantes de Washington - e roubou informações de cartão de crédito dos clientes. Eles teria recebido milhões com as vendas dos dados na internet.

O advogado de defesa argumenta que os procuradores não conseguiram conectá-lo com o esquema que atingiu mais de 200 empresas. Ele disse também que os agentes do Serviço Secreto dos Estados Unidos danificaram o computador de Seleznev, o que compromete as evidências.

Seu pai, Valery Seleznev, é um membro do Parlamento da Rússia.