24°
Máx
17°
Min

Força militar do Iraque prepara operação para retomar Faluja do Estado Islâmico

(Foto: US State Department) - Força militar do Iraque prepara operação para retomar Faluja do Estado Islâmico
(Foto: US State Department)

O governo do Iraque alertou neste domingo moradores da cidade de Faluja que eles devem se preparar para deixar a área, tomada pelo Estado Islâmico, antes de forças militares do país darem início a uma operação para retomar a cidade. O governo orientou os que não tiverem condições de fugir a erguerem bandeiras brancas em suas casas.

O comando de operações militares do país informou também que famílias de civis seriam autorizadas a deixar a cidade por meio de rotas de fuga determinadas. Mas não foi especificado, ainda, de que forma a saída da cidade será realizada. A data da ofensiva de retomada da cidade, um dos maiores territórios do país ainda em poder do grupo extremista sunita, não foi especificada. A ofensiva será executada pelo exército iraquiano, forças anti-terrorismo, polícia e rebeldes tribais.

Forças militares do Iraque vêm cercando a cidade há algum tempo, controlando a entrada e saída de pessoas. Nos últimos dias, contudo, milícias xiitas transportaram foguetes e equipamentos militares para o local, sugerindo que uma operação de retomada da área poderia ter início em breve. Já o prefeito exilado de Faluja, Eissa al-Issawi, afirmou que o militantes do Estado Islâmico estariam se movimentando em direção à região central da cidade.

Moradores da cidade relatam que desde o ano passado, quando as forças iraquianas impuseram um bloqueio à cidade, muitas pessoas morreram de fome. "Não há comida, nem combustívil ou serviços", disse Mohessen Hossam, um morador de Faluja de 74 anos.

Ontem à noite, o primeiro-ministro do Iraque, Haider al-Abadi, conversou com o presidente Barack Obama, prometendo que Faluja seria libertada do grupo Estado Islâmico em breve, de acordo com porta-vozes de Abadi. A operação de retomada de Faluja seria a última de uma série de ofensivas do governo iraquiano e milícias xiitas aliadas nos últimos meses. Em dezembro, a cidade de Ramadi, próxima à Faluja, foi retomada por forças iraquianas. Hit, outra importante cidade da mesma província de Anbar, foi recuperada em abril.

Se a operação em Faluja tiver êxito, a cidade de Mosul será a última do Iraque em poder do grupo Estado Islâmico. A retomada de Mosul, porém, tende a ser mais complexa devido ao tamanho da população, de mais de 1 milhão de habitantes - três maior que a população de Faluja antes de o Estado Islâmico ter assumido o controle da cidade.

O Estado Islâmico assumiu o controle de Faluja em dezembro de 2013, antes de o grupo ter estabelecido uma base em Raqqa, na Síria. Mosul só passou ao controle do grupo terrorista em 2014. Fonte: Dow Jones Newswires.