23°
Máx
12°
Min

Fortes chuvas deixam 50 mortos e 12 desaparecidos no Sul da China

Cinquenta pessoas foram mortas e outras 12 estão desaparecidas após fortes chuvas no sul da China que destruíram centenas de casas em regiões ao longo do rio Yangtze. As áreas continuam alagadas.

Chuvas torrenciais causaram a morte de 27 pessoas desde quinta-feira na Província de Hubei. Cerca de 400 mil pessoas evacuaram da região. Quase 15 mil moradias entraram em colapso e mais de 500 hectares de plantações foram afetados, causando perdas econômicas de até 5,669 bilhões de yuans (US$ 850 milhões), de acordo com o Departamento de Assuntos Civis da Província.

Nas regiões montanhosas da Província de Guizhou, no sudoeste, os corpos de 23 pessoas foram encontrados após um deslizamento de terra que atingiu uma vila na sexta-feira, de acordo com o governo do condado de Dafang. Sete pessoas ficaram feridas.

Fortes tempestades castigam o sul da China todos os anos durante o verão, mas esta estação chuvosa tem sido mais intensa.

A TV estatal mostrou pessoas usando botes para navegar nas ruas alagadas da Província de Anhui. De acordo com o governo da região, 18 pessoas morreram e quatro estão desaparecidas desde 18 de junho.

O vice-premiê, Wang Yang, alertou no mês passado que havia uma grande possibilidade de enchentes nas bacias dos rios Yangtze e Huai, neste ano, o que representa uma grande parte das regiões sul e central do país.

Ele disse que a situação piorou por conta do "super El Niño", um aquecimento natural de partes do Oceano Pacífico que muda o tempo no mundo todo. Fonte: Associated Press.