27°
Máx
13°
Min

G-7 faz alerta contra movimentos cambiais desordenados e promete liquidez

As principais autoridades financeiras do G-7, grupo formado pelos sete maiores países industrializados do mundo, divulgou comunicado conjunto hoje fazendo um alerta contra movimentos cambiais abruptos e desordenados e prometendo garantir "liquidez adequada" para os mercados, após a decisão do Reino Unido de sair da União Europeia afetar os mercados financeiros globais.

"Nós reconhecemos que a volatilidade excessiva e movimentos desordenados nas taxas de câmbio podem ter implicações adversas para a estabilidade econômica e financeira", diz o comunicado, que foi emitido por ministros de Finanças e presidentes de bancos centrais do G-7.

O G-7 também prometeu continuar fazendo consultas sobre movimentos dos mercados e estabilidade financeira e cooperar de forma apropriada.

Na prática, o G-7 deu sinal verde ao Japão e outros países-membros para intervir em suas moedas. Segundo acordos anteriores, o grupo defende que intervenções cambiais apenas são legítimas quando os movimentos das moedas são "desordenados".

O G-7 garantiu ainda estar pronto para usar instrumentos de forma a garantir a liquidez adequada dos mercados financeiros. Na esteira da crise financeira de 2008 e 2009, o Federal Reserve (Fed, o BC dos EUA) e outros grandes BCs abriram linhas de crédito de curto prazo para cobrir a escassez de dólares.

Também no comunicado, o G-7 afirmou que a economia dos EUA e o setor financeiro continuam "resilientes" e mostrou confiança de que as autoridades britânicas estão bem posicionadas para lidar com as consequências do Brexit. Fonte: Dow Jones Newswires.