22°
Máx
14°
Min

Governo da França promete cortar impostos, antes de eleição presidencial de 2017

- Governo da França promete cortar impostos

O governo do presidente da França, François Hollande, anunciou cortes em impostos para as famílias de 1 bilhão de euros (US$ 1,13 bilhão) em 2017 e também disse que reduzirá gradualmente os tributos para as empresas nos próximos três anos.

As medidas devem reduzir o imposto pago por cerca de 5 milhões de famílias em 20% em 2017 e gradualmente diminuir os impostos corporativos para 28% em 2020, dos cerca de 33% atuais. A taxa de 28% seria introduzida já em 2017 para pequenas e médias empresas.

"O governo decidiu devolver ao povo francês parte do esforço que foi pedido deles", afirmou o Ministério das Finanças. A novidade é divulgada no momento em que a corrida presidencial de 2017 ganha mais espaço no país, com candidatos de centro-direita com planos para reduzir tributos.

Hollande não declarou oficialmente que disputará a reeleição, mas o corte em impostos semanas antes de o governo anunciar o orçamento para o próximo ano é uma indicação de que tentará. Na quinta-feira, Hollande buscou se posicionar em discurso como um defensor do sistema de bem-estar social, na disputa com rivais conservadores que falam em grandes gastos e cortes em tributos.

Para os rivais conservadores, entre eles o ex-presidente Nicolas Sarkozy, Hollande prejudicou a economia ao elevar impostos no início de seu mandato de cinco anos. Sarkozy disse que cortaria os impostos em 100 bilhões de euros, acabaria com impostos sobre a riqueza e reduziria o imposto de renda em 10% para todas as famílias no ano seguinte. Ex-ministro e favorito para as primárias da centro-direita nas pesquisas, Alain Juppé criticou a promessa de Hollande, com o argumento de que isso ameaça o orçamento do próximo ano.

Pesquisas recentes mostram que Hollande perderia a eleição presidencial em 2017, independentemente do adversário. Fonte: Dow Jones Newswires.