21°
Máx
17°
Min

Grupo ataca plataforma de petróleo da Chevron na Nigéria e causa vazamento

Um raro ataque em uma plataforma de petróleo da empresa norte-americana Chevron na costa da Nigéria na quarta-feira causou um vazamento e obrigou a companhia a fechar as instalações.

A indústria de energia da Nigéria, rica em petróleo, tem uma história violenta e empresas que operam no país tem que frequentemente lidar com problemas como, por exemplo, vandalismo em gasoduto, roubo de petróleo e ataques de militantes. Mas, geralmente, os incidentes ocorrem em plataformas em terra, onde os alvos são mais acessíveis.

O ataque à instalação Okan da Chevron, que opera em uma joint venture com a companhia estatal de petróleo da Nigéria, é provavelmente um dos ataques mais graves desde 2009, disse Samuel Stratford, analista de gestão de risco da empresa de pesquisa Ake Grupo. "Foi um ataque bastante sofisticado", acrescentou.

Um grupo militante do Delta do Níger conhecido como Os Vingadores reivindicou a responsabilidade pelo ataque, anunciando em seu site que eles explodiram a plataforma.

"Isto é o que prometemos desde que o governo nigeriano se recusou a nos ouvir. Vamos zerar a economia do país", disse o porta-voz do grupo, Mudoc Agbinibo.

Os militantes dizem que querem mais liberdade para o povo do Delta do Níger e uma parcela maior da receita de petróleo do país e ameaçaram atingir mais da infraestrutura da indústria do petróleo se suas exigências não forem atendidas.

No início deste ano, o grupo reivindicou a responsabilidade por explodir um oleoduto de exportação da Shell e encerrar esse terminal. A instalação de exportação de 250 mil barris por dia permanece fechada. Fonte: Dow Jones Newswires.