21°
Máx
17°
Min

Grupo extremista reivindica responsabilidade por explosão de avião na Somália


O grupo extremista islâmico al-Shabab, da Somália, reivindicou a responsabilidade pelo ataque a um avião comercial no início desse mês. No dia 02 de fevereiro, uma explosão e um incêndio abriram um buraco na fuselagem de um avião comercial, forçando a aeronave a realizar um pouso de emergência no aeroporto internacional de Mogadiscio.

Em comunicado divulgado neste sábado, o al-Shabab afirmou que o ataque tinha como alvo agentes de inteligência ocidentais e da Turquia que estavam a bordo do voo operado pela Daallo Airlines, que tinha como destino a cidade de Djibuti. A nota diz que a bomba deveria ter destruído a aeronave, mas falhou. O al-Shabab informou que vai continuar ataques similares.

A bomba explodiu pouco após a decolagem do avião, que saía do aeroporto de Mogadiscio, quando a aeronave ainda estava ganhando altitude. Especialistas afirmaram que se a bomba tivesse explodido em uma altitude maior, poderia ter derrubado o avião. Fonte: Associated Press.