22°
Máx
17°
Min

Guiné confirma volta do Ebola, enquanto Serra Leoa anuncia o fim do surto

Duas pessoas foram confirmadas com Ebola na Guiné, meses após o surto ter sido declarado como erradicado, informou o governo, horas depois de Serra Leoa anunciar o fim do surto mais recente em sua região.

Os dois casos na Guiné surgiram em pessoas da mesma família na cidade de N Zerekore, que fica cerca de 1.000 quilômetros da capital do país, Conakry, disse Ibrahima Sylla, porta-voz da coordenação nacional da luta contra o Ebola.

Sylla disse que há outros três casos prováveis e que as autoridades de saúde estão tomando medidas adequadas para evitar a propagação.

Uma reunião de emergência será realizada na sexta-feira com o Ministério da Saúde, disse Sakoba Keita, coordenador nacional da luta contra o Ebola.

Na quinta-feira, o vice-diretor geral do hospital regional de N Zerekore, Zoba Guilavogui, disse que um homem e uma mulher da mesma família morreram de uma doença com os sintomas parecidos aos do Ebola, mas os exames ainda não foram concluídos.

Guiné foi declarada livre do Ebola no dia 29 de dezembro e o período de vigilância terminaria no fim de março. O mais mortal surto de Ebola na história já matou mais de 11.300 pessoas, principalmente em Serra Leoa, Libéria e Guiné.

Em Serra Leoa, a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou o fim da doença 42 dias, que compreende dois ciclos de 21 dias de incubação do vírus, desde a última paciente confirmada com o vírus.