21°
Máx
17°
Min

Helicóptero que caiu na Noruega matou ao menos 11 pessoas e era da Statoil

(Foto: MARIT HOMMEDAL / Estadão Conteúdo) - Helicóptero que caiu na Noruega matou ao menos 11 pessoas e era da Statoil
(Foto: MARIT HOMMEDAL / Estadão Conteúdo)

O helicóptero que caiu na região costeira perto da cidade de Bergen, na Noruega, havia sido fretado pela petroleira Statoil e levava 13 pessoas para uma plataforma de petróleo no mar, de acordo com informações oficiais. Até o momento, 11 pessoas foram encontradas mortas e outras duas pessoas ainda estão desaparecidas, afirmou a equipe de resgate. Anteriormente, o número divulgado de mortes havia sido de 14.

Jon Sjursoe, porta-voz do Centro Conjunto de Coordenação de Resgate da Noruega, disse que o helicóptero Eurocopter EC-225 estava carregando 11 noruegueses, um britânico e um italiano para o campo de petróleo Gullfaks B no Mar do Norte a 120 km do continente norueguês.

A emissora norueguesa NRK disse que os 11 noruegueses a bordo eram empregados da companhia de petróleo e gás Statoil. A empresa não retornou as ligações dos repórteres.

O porta-voz da polícia, Morten Kronen, disse que o helicóptero está totalmente esmagado, uma vez que atingiu a ilha de Turoey, perto de Bergen, e as 11 vítimas foram encontradas em terra.

"É uma ilha muito pequena e as peças do helicóptero estão espalhadas em terra e parcialmente no mar", disse Sjursoe.

A Statoil disse que tinha mobilizado equipes de resgate e tinha "aterrado temporariamente todos os helicópteros de tráfego". A empresa informou também que disponibilizou psicólogos às famílias das vítimas do acidente em um hotel em Bergen.

A mídia norueguesa publicou fotos de enormes nuvens de fumaça. Segundo uma pessoa que estava próxima ao local, "as pás do helicóptero vieram em nossa direção e em seguida ouvimos uma explosão", disse Rebecca Andersen ao jornal norueguês Verdens Gang. Fonte: Associated Press.