21°
Máx
17°
Min

Hillary diz que Trump abraça planos econômicos 'velhos e cansados'

A candidata democrata à presidência dos Estados Unidos Hillary Clinton fez um discurso nesta segunda-feira criticando o rival, Donald Trump, e disse que um de seus discursos havia sido feito por um time de conselheiros econômicos que incluía "caras de fundos de hedge e caras bilionários".

Em um comício assistido por 2 mil apoiadores, Clinton disse que a campanha de Trump "tentou que suas ideias velhas e cansadas soassem novas". "Mas o que todos sabemos é que seus planos fiscais darão enormes benefícios às grandes corporações, como as dele e as de caras que escreveram o discurso dele", disse Hillary.

graças a discursos pagos e a registros de caixa, Clinton agora pode se considerar parte da elite econômica. Em uma declaração de renda do ano passado, divulgada pouco depois que Hillary entrou na corrida presidencial, ela e seu marido, o ex-presidente dos EUA Bill Clinton, reportaram ganhos de US$ 30 milhões sobre os 18 meses anteriores.

Com um tom populista, Hillary disse que os planos de Trump equivalem a uma tradição republicana "repaginada" que oferece benefícios fiscais para americanos ricos com a esperança de impulsionar a economia.

Ela disse que seu governo faria o contrário, "fazendo com que os ricos paguem uma fatia justa". "Eu não vou aumentar os impostos para a classe média, mas com a ajuda de vocês nós vamos aumentar os impostos para os ricos".

Trump, por sua vez, apresentou novas propostas em seu discurso, mas lançou a si mesmo como o único candidato que poderia entregar mudanças. Ele pediu por sanções agressivas contra parceiros comerciais dos EUA, um recuo da regulamentação ambiental e grandes cortes de impostos para indivíduos e negócios.

Mais cedo, Clinton usou uma visita a pequenas empresas para chamar atenção para o que ela diz ser a prática de Trump de não pagar contratantes que trabalharam para ele, impondo grande tensão financeira a quem depende dos pagamentos. Fonte: Dow Jones Newswires.