22°
Máx
16°
Min

Hollande e Merkel visitam memorial da 1ª Guerra Mundial

O presidente da França, François Hollande, e a chanceler alemã, Angela Merkel, visitam neste domingo a cidade francesa de Verdun, na região leste do país, numa celebração dos 100 anos da mais longa batalha da 1º Guerra Mundial.

Em 1916, a cidade de Verdun foi totalmente destruída pelo conflito que durou 10 meses, matando mais de 163 mil franceses e outros 143 mil alemães. Entre fevereiro e dezembro daquele ano, estima-se que mais de 60 milhões de projéteis foram disparados na batalha.

Hollande recebeu a premiê alemã no Cemitério de Consenvoye. "Verdun é mais do que o nome da cidade. Verdun é uma das batalhas mais terríveis já vividas pela humanidade", afirmou Merkel. Ela descreveu o convite do presidente francês como uma "grande honra". "Todos nós somos convocados a manter a memória (de Verdun) viva, pois só aqueles que conhecem o passado podem tirar lições para o futuro."

Já Hollande classificou Verdun como "a capital da paz". O líder francês afirmou que a cidade representa, ao mesmo tempo, o pior, por causa da trágica batalha, e o melhor da Europa, diante unificação entre franceses e alemães na busca pela paz.