27°
Máx
13°
Min

Homem-bomba ataca hospital no Paquistão e mata ao menos 53 pessoas

Um homem-bomba matou ao menos 53 pessoas e deixou dezenas de feridos em um ataque que atingiu um hospital do governo na cidade de Quetta, no Paquistão, disse a polícia. Nenhum grupo reivindicou o ataque.

A explosão ocorreu em um momento em que cerca de 100 advogados e jornalistas se concentravam no hospital após o assassinato do presidente do colégio de advogados da província do Baluchistão, Bilal Anwar Kasi, que foi assassinado a tiros por um grupo de homens não identificados. Ele estava a caminho de seu escritório.

Testemunhas descreveram as cenas como terríveis, com inúmeros corpos espalhados e feridos gritando por ajuda.

"Foi um ataque suicida", disse Zahoor Ahmed Saeed Afridi, um policial da cidade. Afridi disse também que tanto o assassinato do advogado quanto o ataque no hospital tinham ligação.

Noor Ahmed, cirurgião-chefe adjunto do hospital para as vítimas de crimes violentos, disse que eles estavam tratando cerca de 50 feridos no bombardeio. "O que eu posso confirmar até agora é que 53 pessoas foram mortas", disse Ahmed. Fonte: Associated Press.