23°
Máx
12°
Min

Homem-bomba do Estado Islâmico ataca líder de milícia apoiada por Afeganistão

Um homem-bomba do Estado Islâmico atacou o líder de uma milícia apoiada pela agência de inteligência afegã, informaram autoridades afegãs neste sábado, na sequência de um ressurgimento da atividade do grupo extremista no leste do Afeganistão.

Haji Hayat Khan, o coordenador para várias milícias estaduais anti-islâmicas na área, sobreviveu ao atentado que matou outras duas pessoas e feriu pelo menos 18. O ataque ocorreu neste sábado, em Jalalabad, uma importante capital provincial, que tem sido palco de um aumento na atividade militante.

O Estado Islâmico, nos últimos meses, fez um retorno a vários distritos do leste ao redor da província de Nangarhar, depois de aparentemente ter sido expulso por uma intensa campanha militar afegã apoiada por ataques aéreos americanos.

Mais de mil milicianos afegãos, em sua maioria agricultores de aldeia que se voltaram contra o domínio dura do grupo extremista sobre áreas tomadas no ano passado, estão na folha de pagamento da Direção Nacional de Segurança. A agência de espionagem do Afeganistão recebe financiamento da Agência Central de Inteligência dos EUA.

As milícias operam com o apoio das forças governamentais, que lançaram novas operações contra Estado Islâmico no distritos do leste, incluindo Kot, em Nangarhar. "Nós matamos toneladas de combatentes 'Daesh' no distrito de Kot. Quando eles são derrotados em um lugar, em seguida, eles aparecem em outro", disse Khan, usando um acrônimo em árabe para o grupo. Fonte: Dow Jones Newswires