22°
Máx
14°
Min

Hungria anuncia referendo sobre plano da UE de realocar imigrantes

O governo da Hungria decidiu nesta quarta-feira promover um referendo nacional sobre o plano da União Europeia (UE) de realocar uma quantidade determinada de requerentes de asilo na Hungria. O referendo é visto como uma jogada do primeiro-ministro, Viktor Orban, para ganhar apoio político diante de uma rejeição sobre a execução do projeto.

O governo acredita que a UE não pode negar ao governo húngaro o direito de decidir se o país aceita os imigrantes, disse o primeiro-ministro em uma coletiva de imprensa.

Legisladores húngaros se opõem ao plano da UE, disse o premiê, referindo-se a uma proposta da UE para definir uma cota obrigatória de imigrantes que cada país membro deve aceitar.

"Eles dizem que não vão apoiar a independência da Hungria, enquanto não rejeitarem a realocação obrigatória", disse Orban.

A pergunta que o governo vai apresentar para os húngaros no referendo é: "Você quer que a União Europeia, mesmo sem a aprovação do Parlamento húngaro, prescreva o reassentamento obrigatório de imigrantes na Hungria?". Nenhuma data foi fixada para o referendo. Fonte: Dow Jones Newswires.