21°
Máx
17°
Min

Hungria debate proposta de lei contra entrada de refugiados

O primeiro-ministro da Hungria, Viktor Orban afirmou que sua proposta de emenda constitucional contra qualquer futura ação da União Europeia (UE) para realocar refugiados é sobre o direito das nações do bloco de se oporem ao "império dirigido por Bruxelas."

Orban, em discurso na abertura do debate sobre a emenda no parlamento, disse que cada país tem o direito de decidir seu próprio destino enquanto outras nações querem substituir decisões democráticas por uma "ditadura burocrática."

Um referendo realizado em 2 de outubro foi considerado inválido devido a baixa participação, mas 98% dos que participaram apoiavam a iniciativa do governo contra cotas obrigatórias.

O partido de extrema-direita Jobbik apoia a emenda "porque o multiculturalismo não funciona", enquanto o Partido Socialista, maior grupo de oposição da esquerda, afirmou que irá boicotar o processo. Fonte: Associated Press.