21°
Máx
17°
Min

Incêndio atinge área no norte do Canadá e afeta produção de petróleo

Mais de 80 mil pessoas tiveram de deixar suas casas, diante da ameaça que incêndios causavam em uma cidade no norte de Alberta, no Canadá, informaram autoridades locais. Diante do problema, uma das maiores empresas do país de produção de petróleo em areias betuminosas teve de reduzir sua produção.

As chamas forçaram as pessoas a deixar o centro de Fort McMurray, inclusive o hospital local. Mais de 150 bombeiros combatiam o fogo, que segundo autoridades destruiu partes de vários bairros residenciais, chegou ao centro e ameaçava uma importante ponte que liga o norte e o sul da cidade. "Nós faremos tudo que puder para garantir a segurança de todos", afirmou a premiê de Alberta, Rachel Notley, em entrevista coletiva na capital provincial de Edmonton.

Não há informações sobre feridos, mas uma ordem de retirada foi emitida na terça-feira para todos os moradores. Autoridades regionais estimaram que 52 mil dos 81.848 moradores permanentes da cidade estavam entre as pessoas que haviam sido retiradas. O hospital local já foi esvaziado.

"O pior do fogo ainda não acabou", disse Bernie Schmitte, que chefia o departamento de combate ao fogo do Ministério da Agricultura e das Florestas de Alberta, em entrevista coletiva no fim da terça-feira.

A Suncor Energy, maior produtora de petróleo do Canadá, informou no fim da terça-feira que estava reduzindo a produção em todas as suas operações de petróleo em areias betuminosas, já que a ordem de retirada afetava empregados e seus parentes. A companhia, que produz 453 mil barris por dia nessas áreas no norte de Alberta, não estimou o volume que deixará de ser produzido nem por quanto tempo o problema pode durar.

Outras importantes produtoras de petróleo em areias betuminosas, como a Canadian Natural Resources e a unidade canadense da Royal Dutch Shell, disseram que suas operações não foram afetadas, mas que avaliavam o impacto com a equipe no local.

No total, a produção em areias betuminosas do Canadá é de cerca de 2 milhões de barris por dia, em sua maioria exportado para os Estados Unidos.

O tempo muito quente e o ar seco criaram condições para haver 35 focos de incêndio por toda a província de Alberta, até o meio-dia da terça-feira (hora local), segundo autoridades. Fonte: Dow Jones Newswires.