27°
Máx
13°
Min

Índia espera apoio da China para integrar grupo com acesso a tecnologia nuclear

A Índia diz que está confiante de que conseguirá o apoio da China para que participe de um grupo de 48 nações que controlam o acesso à tecnologia nuclear sensível.

O ministro das Relações Exteriores, Sushma Swaraj, diz que a China não está se opondo à entrada da Índia para o grupo, mas levantou objeções relativas a critérios e processos.

Swaraj disse neste domingo que um funcionário do Ministério do Exterior indiano visitou recentemente Pequim e debateu a questão da adesão.

O Grupo de Fornecedores Nucleares está focado em limitar a proliferação nuclear, restringindo os países que podem ter acesso à tecnologia usada na fabricação de armas atômicas.

Apenas os países que ratificaram o tratado de não-proliferação de armas nucleares são normalmente elegíveis para adesão. Este não é o caso da Índia, porém o país se comprometeu com alguns controles do seu programa nuclear, por meio de um pacto de cooperação nuclear com os Estados Unidos.