22°
Máx
17°
Min

Iraque: ataque suicida mata pelo menos 14 pessoas

Um homem-bomba atacou um ponto de verificação de segurança no norte de Bagdá, capital do Iraque, neste domingo, matando pelo menos 14 pessoas, disseram autoridades iraquianas.

O homem-bomba, que estava a pé, detonou seu dispositivo em uma das entradas movimentadas do bairro xiita de Kadhimiyah, matando pelo menos 10 civis e quatro policiais, de acordo com um policial. Pelo menos 31 outras pessoas ficaram feridas.

Outros três civis foram mortos e 11 ficaram feridos na explosão de uma bomba em um mercado ao ar livre em Abu Ghraib, subúrbio a oeste de Bagdá, disse outro policial.

Duas fontes da área de atendimento de saúde confirmaram os números de vítimas. Todas as autoridades falaram sob condição de anonimato, pois não estavam autorizadas a divulgar informações.

Em uma declaração online, o Estado Islâmico assumiu a responsabilidade pelo ataque em Kadhimiyah, dizendo que tinha como alvo uma reunião de forças de segurança e milicianos xiitas. As declarações foram postadas em um site militante comumente usado pelos extremistas. As forças de segurança e áreas públicas, principalmente em bairros xiitas, são os alvos mais frequentes do grupo, que controla importantes áreas ao norte e oeste do Iraque.

Desde o fim do ano passado, o grupo sofreu uma série de perdas territoriais, mais recentemente no mês passado em Fallujah, onde foi expulso por forças iraquianas depois de ocupar a cidade durante mais de dois anos. Mas os extremistas têm continuado a realizar ataques a bomba quase diariamente dentro e ao redor de Bagdá, assim como ataques em outros países. Fonte: Associated Press.