26°
Máx
19°
Min

Israel pede para que países punam Irã após testes com mísseis balísticos

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, pediu neste domingo para que as potências mundiais imponham punições contra o Irã, depois que o país testou dois mísseis balísticos estampados com a frase "Israel deve ser destruído" em hebraico.

Netanyahu disse que instruiu o Ministério de Relações Exteriores de Israel para dirigir a demanda aos Estados Unidos, Rússia, China, Reino Unido, França e Alemanha - países

que assinaram o acordo nuclear para retirar as sanções ao Irã em troca de Teerã reduzir

seu programa nuclear.

A Guarda Revolucionária do Irã testou os mísseis balísticos na semana passada, o

mais recente de uma série de testes recentes destinados a demonstrar as intenções do Irã de avançar com seu programa de mísseis.

Na sequência dos lançamentos, o secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, pediu para que o Irã um "ato com moderação", e o embaixador dos EUA para a ONU disse que os lançamentos foram "provocativos e desestabilizadores".

Já o Ministério de Relações Exteriores do Irã disse que os testes de mísseis não violam o acordo nuclear do Irã ou o Conselho de Segurança da ONU.

Todas as sanções relacionadas com o programa nuclear iraniano foram retiradas janeiro sob um acordo histórico alcançado com as potências mundiais, mas os EUA mantêm sanções relacionadas com o programa de mísseis balísticos do Irã e seu apoio a certos grupos terroristas. Fonte: Associated Press