24°
Máx
17°
Min

Israel prende e acusa funcionário da ONU de ajudar Hamas

Israel acusou nesta terça-feira um funcionário humanitário da Organização das Nações Unidas na Faixa de Gaza de supostamente ajudar o movimento islâmico Hamas, na segunda acusação similar contra um funcionário humanitário palestino nos últimos dias. Promotores acusaram Waheed Borsh, engenheiro do Programa de Desenvolvimento da ONU, de supostamente desviar recursos da organização para ajudar a construir e a apoiar operações militares do Hamas na região palestina.

Borsh foi detido em 16 de julho pela polícia israelense e pelo serviço de segurança interno do país, o Shin Bet.

Na semana passada, Israel acusou Mohammed El-Halabi, diretor do braço em Gaza da entidade cristã internacional World Vision, de levantar até US$ 7,2 milhões em mais de cinco anos para o Hamas. A World Vision disse na ocasião estar "chocada" em saber da acusação contra El-Halabi e que, baseando-se nas informações disponíveis, não tinha razão para acreditar que as alegações eram verdadeiras. Fonte: Dow Jones Newswires.