22°
Máx
16°
Min

Itália nomeia autoridade para monitorar reconstrução após terremoto

Uma semana após um violento terremoto atingir cidades no centro da Itália e matar quase 300 pessoas, o governo nomeou uma autoridade para monitorar o processo de reconstrução. Uma reunião do gabinete desta quinta-feira aprovou a proposta do primeiro-ministro Matteo Renzi para nomear Vasco Errani como novo comissário da reconstrução.

Errani era presidente da região da Emilia Romagna em 2012, quando dois terremotos danificaram residências e casas em uma das áreas mais produtivas do país. Renzi disse que agora estava selecionando "a mesma equipe" para liderar a reconstrução das cidades devastadas pelo terremoto de Amatrice, Accumoli e Arquata del Tronto, as mais atingidas na semana passada.

O terremoto de magnitude 6,2 se seguiu a mais de 3 mil tremores secundários, destruiu cidades e vilas inteiras no centro da Itália e deixou cerca de 4 mil pessoas sem casa.

Em comunicado, o governo italiano disse que Errani supervisionará o processo de reconstrução, enquanto coordena o trabalho das administrações locais e o da autoridade anticorrupção nacional, ao definir os planos e recursos necessários para reconstruir os prédios públicos e privados. Renzi disse que trabalhará para evitar erros passados na reconstrução de áreas devastadas por terremotos, em referência a episódios de corrupção e uso ineficiente dos recursos públicos.

Após reunião bilateral com a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, na quarta-feira, Renzi afirmou que a prioridade de seu governo é gastar os fundos para a reconstrução de maneira eficiente, com o uso do dinheiro já disponível. Merkel disse que a União Europeia certamente encontrará uma "solução sensível" para a questão orçamentária italiana diante dos gastos com o terremoto, depois que o país apresentar "um plano transparente" sobre o tema. Fonte: Dow Jones Newswires.