22°
Máx
17°
Min

Juiz indicia empresário próximo da ex-presidente Cristina Kirchner na Argentina

Um juiz federal da Argentina, Sebastián Casanello, indiciou o empresário Lázaro Báez, apontado como próximo da ex-presidente Cristina Kirchner, por suposta lavagem de dinheiro. Báez e seu filho, Martín, além de quatro outras pessoas, são investigados por alegações de que o empresário tramou com autoridades federais para roubar milhões de dólares do Estado, ao cobrar valores superfaturados por projetos pagos pelo governo entre 2003 e 2015.

Neste mês, Báez e seu contador, Sebastian Pérez Gadín, foram detidos em conexão com a investigação. O juiz determinou que a dupla siga na prisão. O empresário afirma ser inocente e diz que a investigação é parte de uma campanha para prejudicar seus negócios e macular o governo Kirchner.

Báez é figura próxima da família Kirchner. Ele criou sua companhia de construção, Austral Construcciones, dias antes do antecessor e marido de Cristina, Néstor Kirchner, assumir a presidência em 2003. Ao longo dos anos, ganhou centenas de milhões de dólares em contratos com o governo, alguns dos quais, segundo funcionários atuais do governo, nunca foram realizados.

Neste mês, um promotor requisitou que Cristina Kirchner seja investigada no caso. Fonte: Dow Jones Newswires.