22°
Máx
17°
Min

Líderes republicanos criticam comentários de Trump sobre pais de militar morto

Foto: AFP - Líderes criticam comentários de Trump sobre pais de militar morto
Foto: AFP

Líderes do Partido Republicano estão se juntando ao recente coro de críticas a Donald Trump devido aos seus comentários sobre os pais enlutados do capitão do exército norte-americano, Humayun Khan, muçulmano que ganhou a Estrela de Bronze após ser morto em 2004 no Iraque.

Já são cinco os senadores Republicanos que criticaram publicamente Trump pelos seus comentários contra a família, incluindo John McCain, que afirmou que o fato de Trump ter ganhado a nomeação do partido para candidato à presidência dos Estados Unidos não dá a ele "uma licença sem limites para difamar aqueles que são os melhores entre nós."

Pat Toomey, senador da Pennsylvania, disse que a família Khan "merece nossa gratidão e honra; qualquer outra coisa é inapropriada."

Os outros três senadores republicanos, todos concorrendo para reeleição em seus estados e se distanciando dos controversos comentários de Trump, são Roy Blunt, senador do Missouri, Ron Johnson, de Wisconcsin e Rob Portman, de Ohio. Mac Thornberry, do Texas, presidente do Comitê de Serviços Armados da Câmara , afirmou que está consternado com as críticas sobre os pais de Khan. Além disso, o líder Republicano no Senado, Mitch McConnell e o líder da Câmara, o republicano Paul Ryan, divulgaram comunicados elogiando Khan.

Sem mencionar o nome de Trump, o presidente dos EUA Barack Obama enalteceu as famílias que perderam entes no exército. "Ninguém deu mais por nossa liberdade e nossa segurança do que nossas famílias do exército...elas representam o que há de melhor no nosso país", disse nesta segunda-feira.

Indo contra as críticas sobre ele mesmo, Trump reclamou nesta segunda-feira que foi "violentamente atacado" pelo pai de Khan durante a Convenção Nacional do Partido Democrata na última semana. Fonte: Associated Press.