21°
Máx
17°
Min

Manifestantes de extrema-direita marcham em Berlim contra Merkel

Berlim, 07 (AE) - Aproximadamente 1 mil extremistas de direita e outros que protestavam neste sábado contra a política de refugiados adotada pela chanceler Angela Merkel se depararam com 4.500 pessoas contrárias à manifestação do lado de fora da chancelaria em Berlim.

Entoando slogans, os dois grupos foram mantidos a distância pela polícia durante todo o protesto e aqueles que tentaram romper o cordão policial foram retirados do local.

Ocasionalmente, garrafas e canecas de cerveja eram arremessadas aos cantos de "Fora Nazistas", mas foram poucas as que chegaram perto do grupo de extrema-direita.

Do outro lado, os manifestantes de extrema-direita seguravam cartazes com dizeres como "Sem Islã no Solo Alemão" e cantavam "Merkel tem que sair", enquanto sacudiam bandeiras da Alemanha.

Cerca de 1,1 milhão de imigrantes chegaram ao país no ano passado, o que levantou preocupações sobre como o país lidará com o fluxo de refugiados. Contudo, a March contra Merkel atraiu apenas 20% do número esperado pelos organizadores e três protestos contrários à manifestação reuniram cerca de 7 mil pessoas.

A polícia informou que 1 mil agentes foram destacados para garantir a segurança durante os protestos e sete outros movimentos não relacionados que ocorreram na capital neste sábado. Não havia relatos imediatos de feridos entre a polícia e os manifestantes. Fonte: Associated Press.